Curriculum Vitae

Post Image 2

 

I - Currículo Sumário

Ricardo Horta é especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética, Assistente Hospitalar Graduado do Hospital de São João- Porto, e igualmente Professor Universitário na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Desde 19 de Março de 2021 é Diretor de serviço de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do Centro Hospitalar Universitário de São João.
Realizou um estágio específico em Microcirurgia e Cirurgia Reconstrutiva Craniomaxilofacial no Departamento de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do Chang Gung Memorial Hospital em Taipei (Linkou) – Taiwan, República da China. Desenvolveu a sua formação em Cirurgia Estética na Clínica Planas em Barcelona (Espanha) e no UT Southwestern Medical Center-Dallas, Texas (U.S.A).
Desenvolveu, incluído na sua tese de doutoramento, um projeto de investigação na área do desfiguramento facial: reconstrução microcirúrgica de grandes defeitos e transplantação facial, uma das suas áreas de interesse, em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.
Tem mais de 100 publicações científicas, a grande maioria como primeiro-autor, em prestigiadas revistas internacionais indexadas (medline) com arbitragem científica, em todas as áreas de intervenção da especialidade: reconstrutiva, estética, microcirurgia, cirurgia da mão, cirurgia maxilofacial e queimados. Teve vários artigos citados em revistas de relevo da especialidade. Descreveu técnicas inovadoras na disseção de retalhos, novos procedimentos cirúrgicos reconstrutivos e estéticos.
Foi revisor convidado de trabalhos científicos publicados em revistas internacionais. É revisor da revista Journal of Reconstructive Microsurgery.
Foi autor de um capítulo de um livro de cirurgia da mão traumática; escreveu um livro sobre reconstrução mandibular no contexto de osteonecrose.
Pertence ao editorial board da revista internacional Advances in Plastic and Reconstructive Surgery.
Apresentou mais de 200 trabalhos científicos em congressos; foi palestrante e moderador de sessões científicas nacionais e internacionais em várias ocasiões.
Pratica o conceito de “cirurgia plástica total”. Dentro da sua atividade cirúrgica ao longo dos últimos anos no sector público destaca várias cirurgias de grande complexidade, envolvendo trabalho de equipa com colegas de Cirurgia Plástica, ou em colaboração com outras especialidades (ver seção II). Tendo como base sólida e diferenciada formação cirúrgica, está apto para lidar com todo o tipo de situações ou complicações. No âmbito privado, tem intuição e interesse na realização de todo o tipo de cirurgias estéticas, nomeadamente cirurgia estética facial, cirurgia mamária ou contorno corporal.

 

II - Cirurgias de maior destaque/Tecnologias desenvolvidas para Cirurgia Estética e Reconstrutiva/Projetos de investigação

• Realizou reconstrução de orelha pioneira a nível mundial com prefabricação no antebraço, e transferência microcirúrgica após 3 meses para a face.

• Os mesmos princípios foram usados para fabricação de um modelo facial nas costas de um paciente com queimaduras de 60%, e transferência posterior para a face para melhoria funcional das suas sequelas.

• Realizou a primeira transferência ganglionar livre vascularizada para tratamento fisiológico do linfedema no Centro Hospitalar de São João (transferência do pescoço para o punho).

• Reanimação facial numa doente com paralisia facial e cegueira concomitantemente. Esta cirurgia, controversa e a primeira a ser descrita a nível mundial numa doente cega, envolveu a transplantação de músculo gracilis (coxa) para a face com anastomoses vasculares e coaptação nervosa; posteriormente, a doente iniciou um programa de reabilitação por feedback acústico e sensorial (toque) que lhe permitiu contrair o músculo transplantado, otimizando a simetria facial, e melhorar a sua interação social e regresso à convivência escolar.

• De entre as cirurgias que mais o marcaram e emocionaram, destaca a reconstrução do diafragma numa criança órfã numa criança de 3 anos, que nasceu com agenesia quase total. Devido á insuficiente separação das cavidades torácicas e abdominais (por ausência do diafragma) esta criança apresentava insuficiência respiratória grave com dependência de ventilação mecânica e atraso de crescimento devido á herniação do conteúdo abdominal para o tórax. Para reconstruir o diafragma transferiu o músculo grande dorsal (costas) tunelizado entre as costelas para posição intratorácica e o nervo motor foi coaptado a um fasciculo do nervo frénico (responsável pela contração do diafragma), mantendo um restante fasciculo em continuidade; esta técnica permitiu para além de uma separação eficaz do tórax e abdómen, a contração sincrónica e não-paradoxal do diafragma aos 3 meses. A criança, atualmente tem um desenvolvimento normal e não depende mais de respiração mecânica, e foi acolhida por família adotiva.

• Reimplante com sucesso de uma orelha após amputação total por mordedura humana.

• Várias outras cirurgias de reimplantação realizadas das quais destaca o reimplante de um dedo da mão com mais de 20 horas de isquemia quente; reimplantação do antebraço numa criança de 10 anos.

• Transferência ortotópica de tecido (incluindo tendões) de um antebraço para o outro contralateral, para reconstrução de um desluvamento total do antebraço.

• Destacaria muitas outras envolvendo correção de grandes deformidades faciais, corporais e membros superior/inferior. Por exemplo a reconstrução da face numa doente com história de cancro oral e desfiguramento grave decorrente de osteoradionecrose, com fistulas oro-cutâneas múltiplas. Numa primeira fase foi tentada a transferência livre de perónio vascularizado para a mandibula. Por ausência de consolidação óssea e persistência de fistulização, todo o tecido do 1/3 inferior da face foi removido e foi reconstruído com um retalho ALT quimérico (2 paletes cutânea e muscular distintas a 90º) para cobertura extra e intra-oral, com interposição de uma membrana de dura-mater de colagénio, entre o osso prévio (perónio) e o retalho. Tal cirurgia permitiu com sucesso resolver todos os problemas da doente.

• Descreveu o retalho adipofascial perfurante para o dorso do pé no contexto clínico, o retalho perfurante da artéria facial para reconstrução intra-oral, e o retalho condrocutâneo em península associado a retalho retroauricular para defeitos da metade superior da orelha.

• Desenvolveu em conjunto com o Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto (i3S) novas tecnologias para análise da excursão facial como o Facegram, e em conjunto com o LABIOMEP análise por termografia e avatars.

• Desenvolveu novos modelos anatómicos de disseção cadavérica para alotransplantação facial- estudo no Instituto de Medicina Legal do Porto e Departamento de Anatomia da FMUP.

• Na área da cirurgia estética desenvolveu uma nova ferramenta (régua) para marcação pré-operatoria de abdominoplastia em conjunto com a iSurgical3D.

• Desenvolveu e descreveu em equipa o lipofilling ecoguiado para remodelação mamária ou corporal com enxertos de gordura.

• Descreveu a marcação pré-operatória de vasos perfurantes em mamoplastias de redução pela técnica do pedículo superior.

• Desenvolveu uma nova técnica para lifting facial (ainda não publicada).

• Atualmente tem em parceria com o grupo do 3Bs (Universidade do Minho) um projeto de investigação inovador na área da Engenharia Tecidular para regeneração de tecidos.

• Como Professor Universitário da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), dá aulas aos alunos de Medicina do 4º ao 6º ano nas Unidades Curriculares de Cirurgia (prática clínica), Cirurgia Plástica e Ortopedia e Tratamento de Feridas (da qual é regente). Participa anualmente como orientador ou júri em várias teses de mestrado e doutoramento.