Tumores cutâneos benignos e malignos (melanoma, carcinoma espinhocelular, e basocelular)

 

Os tumores cutâneos possuem alta incidência na população, podendo ser benignos (quisto sebáceo, lipoma, nevus), ou malignos como o carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e o melanoma. As lesões benignas podem ser removidas por questões estéticas ou funcionais, e as suspeitas devem ser removidas para biópsia e avaliação histopatológica. As lesões malignas devem ser removidas com margens de segurança, e dependendo do defeito após remoção do tumor pode ser realizado fechamento direto ou ser necessária reconstrução com enxertos de pele, retalhos loco-regionais ou retalhos livres.

Anterior

Casos Clínicos

Aviso

 

A página que está a tentar aceder contém imagens que poderão ferir a susceptibilidade dos leitores mais sensíveis! Deseja continuar?

 

Não

Sim